RCM | Norte 2020, Portugal 2020
412
page-template-default,page,page-id-412,mkd-core-1.1,ajax_fade,page_not_loaded,,burst-ver-1.7, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Norte 2020, Portugal 2020

Identificação e Enquadramento do projeto;

 

RODRIGO CASTRO MOÇA – IMPRESSÃO DE ETIQUETAS LDA

Código da Operação: NORTE-02-0853-FEDER-014442

Designação: PROJETOS INOVAÇÃO

Programa Operacional: Programa Operacional Competitividade e Internacionalização

Objetivo Temático: OT 3 – Reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas

Prioridade de Investimento: PI 3.3 – A concessão de apoio à criação e ao alargamento de capacidades

avançadas de desenvolvimento de produtos e serviços

Tipologia de Intervenção: TI 53 – Qualificação e inovação das PME

Fundo: FEDER; FSE

Montantes envolvidos:

Investimento: 1.579.507,26

Elegível: 1.538.327,26

Incentivo Não reembolsável: 21.070,00

Incentivo Reembolsável: 1.055.759,08

Localização do projeto: R DAS CARDOSAS, PAVILHÃO 626 – 4495-125 AMORIM – Póvoa de Varzim

 

Síntese do Projeto:

 

A RCM desenvolveu uma estratégia arrojada para abordar os mercados internacionais, para isso apresentou um projeto de reforço das capacidades e desenvolvimento de novos produtos com características diferenciadoras do mercado, o que permitiu à empresa a entrada em nichos de maior valor.

 

Os objetivos foram:

 

– Incrementar o Volume de Negócios até 2019 alcançando 4,5 milhões de euros.

– Exportar diretamente mais de 20% do volume total de negócios e indiretamente mais de 50% (2019)

– Aumentar da capacidade produtiva em aproximadamente 35%

– Introduzir novos produtos diferenciados no mercado e de maior valor acrescentado: Impressão Offset em papéis texturados, rótulos com espessuras até 350 gramas; impressão offset em filme/plástico polietileno; impressão em alto relevo (verniz serigráfico em braille); impressão digital.

– Reforçar a atuação nos mercados de Espanha, França e Suíça (ainda é muito residual) e da Colômbia.

– Reduzir os consumos energéticos entre 18 a 20% através do investimento em equipamentos de eficiência energética.

– Produzir internamente energia elétrica através de painéis fotovoltaicos permitindo reduzir o consumo de energia elétrica adquirida à rede pública até 20% ao ano.

– Diversificar os acabamentos e melhorar a qualidade do produto final.

– Implementar um ERP para gestão do processo produtivo com conexão ao software de faturação.

– Realizar obras para ampliação do edifício no sentido de ganhar espaço para os novos equipamentos produtivos

– Aumentar a notoriedade e imagem de marca da RCM no mercado global através de um site interativo trilingue

– Formar os colaboradores no sentido de acompanhamento da inovação da empresa ao nível do parque de maquinaria e organização interna

– Reforçar os recursos humanos da empresa de forma a fazer face a estratégia definida pela RCM